Em evento sobre racismo, Tânia faz desabafo sobre Cultura em Mandaguari

A Comunidade Social Cristã Beneficente apresentou um encontro na noite de quinta-feira (28), no Módulo Cultural, para debater o racismo.

O evento contou com a presença do vice-prefeito Ari Stroher, vereador Eron Barbiero, além de pais de alunos da Comunidade.

Durante as apresentações, a presidente da CSCB Tânia Gomes, abriu o coração e fez um desabafo aos que estavam presentes. “Estamos caminhando a passos largos para a destruição da cultura. As pessoas estão perdendo o interesse. Onde está o secretário de Cultura? Onde está a secretária de Educação? Infelizmente é o que acontece em nossa cidade: sempre as mesmas pessoas participando”, comentou.

“Eu trabalhei até as 18h, e estou aqui. Muitos pais não vieram. Falta de interesse. Muitas pessoas me pedem para que a Comunidade não acabe, mas quase ninguém quer ajudar, ninguém quer participar. Eu sinto uma profunda tristeza, pois o futuro que se desenha para as nossas crianças é muito tenebroso. Se um dia a comunidade deixar de existir Mandaguari ficará completamente escura”, disse Tânia.

“Meus amigos já conversaram comigo para mudar para Maringá, mas ainda reluto muito. Infelizmente Mandaguari não merece uma comunidade como a nossa. Não existe a valorização. Temos os melhores professores, inclusive um extraordinário professor, que estudou Música na Unicamp. Não foi ali na esquina, e sim em uma das principais universidades do país. Peço desculpa pelo desabafo”, finalizou.

Categorias: Destaques,Galeria de Fotos,Mandaguari

Tags: ,,