PAM nega medicamento à uma criança de 7 anos

Uma moradora entrou em contato com a equipe de reportagens do Correio de Notícias, onde ela informa que o Pronto Atendimento Municipal (PAM), negou medicamentos para o seu filho, uma criança de apenas 7 anos de idade.

De acordo com as informações, a criança foi mordida por um cachorro na tarde de segunda-feira (29), e os familiares o levaram para o PAM, onde recebeu os primeiros socorros.

Ao ser consultado, o médico plantonista receitou uma vacina antirrábica, necessária para vítimas atacadas por animais. Porém, um dos enfermeiros passou por cima da decisão médica e disse que não precisava vacinar a criança, pois as vacinas que estava no local já tinham dono.

“Ele disse pra eu falar com a diretora do PAM, a Deise, mas não era garantido que meu filho receberia a dose. Era para eu esperar uma liberação, e tinha que ver o dia, com um monte de vacina lá dentro, mas que tinha dono. Um verdadeiro absurdo. Negaram medicamento para meu filho”, comentou a mãe.

Novamente o PAM é posto na berlinda, porém o prefeito municipal Romualdo Batista (PDT), não toma nenhuma medida. Dias atrás foi negada uma ambulância para uma senhora de 81 anos, que estava com insuficiência respiratória. A única medida que o prefeito e sua digníssima esposa, Vaine Michelan, adotam é de perseguir pequenos comerciantes, processar quem tem opiniões contrarias e aumentar o próprio salário. Apenas no PAM que não tomam medidas, infelizmente.

Categorias: Destaques,Mandaguari

Tags: ,,,,,

error: Content is protected !!