Câmara se omite à denúncias contra Batistão

Existe um ditado que diz: “quem cala consente”, e é isso que a população de Mandaguari sente por parte da presidência da Câmara Municipal, na pessoa de seu presidente Hudson Guimarães (Cidadania), que com diversas denúncias contra o prefeito Romualdo Batista (PDT), que é réu em mais de 12 ações de improbidade administrativa, se omite e não cobra explicações do prefeito.

O questionamento dos mandaguarienses é de o porquê desta omissão. Com os processos que o prefeito é réu, em uma Câmara de Vereadores com uma presidência séria e comprometida com a Justiça, Batistão já teria sido cassado há muito tempo.

A população há tempos está sofrendo com o descaso na Saúde, e em diversos outros setores do município. Será que existe algum tipo de interesse escusos por trás desta “defesa” da presidência da Câmara para com o Batistão?

Um dos processos que Batistão responde é com relação à contratação do ex-jogador de futebol Adoilson Costa, que em 2014 foi contratado para ser chefe da Divisão de Esportes e Lazer, cargo este que deveria prestar na integralidade, porém, no mesmo período trabalhava em Maringá também.

Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), Costa foi candidato à vereador derrotado nas eleições de 2012, e conseguiu trabalho na Prefeitura de Mandaguari, de que acordo com a denúncia apresentada, de forma totalmente irregular. Caso condenado, o ex-jogador deverá devolver mais de R$ 45 mil aos cofres públicos.

Com tal processo em andamento, onde está Hudson Guimarães? É isso que a população de Mandaguari quer saber. Vale ressaltar que, Guimarães é o presidente que expulsou o povo da Casa do Povo.

Categorias: Destaques,Mandaguari

Tags: ,,,,,