Mandaguari ajuda a criar MTZ em Jataizinho

Os mandaguarienses Alexandre Stroher e Alessandro Capoia, que fazem parte do Movimento Tarifa Zero (MTZ), foram convidados para ajudarem à estruturar o movimento na região de Jataizinho, que tem a maior tarifa de pedágio do Paraná.

O convite para que eles pudessem participar da elaboração e formação do movimento foi feito por Kleber Machado, que é vereador em Ibiporã, e um dos que estão à frente da luta contra a Triunfo Econorte – concessionária responsável pela praça de pedágio local.

“Sempre fomos prejudicados por conta desse pedágio e essa tarifa maldosa que nos é imposta. Nós achávamos que era impossível brigar com a Econorte, pois muitos políticos grandes tentaram brigar e não tiveram êxito. E a nossa indignação foi se transformando em silencio por muito tempo. Até que vimos pela televisão, um povo unido, brigando por tarifa zero em Mandaguari”, comentou Machado.

“Aquilo foi algo genial, nunca tinha visto uma luta contra o poder econômico. Fomos acompanhando mesmo que de longe os passos do povo de Mandaguari. Sempre pensando, como é que esse povo despertou? Será que vão conseguir vencer? Eram esses os nossos questionamentos”, disse.

Após a consolidação da Vitória (com V maiúsculo mesmo) do MTZ Mandaguari contra a Viapar, que rendeu a abertura da Estrada Terra Roxa, em que nada é cobrado dos moradores de Mandaguari e Marialva que passam pela Estrada, além do desconto de 80% da tarifa do pedágio para quem passa pelas cancelas, Mandaguari se tornou referência de luta contra as concessionárias de pedágio.

Kleber ainda explica sobre o sofrimento da população. “É um absurdo cobrar R$ 23 o pedágio. Os moradores de Uraí, Assaí, que trabalham em Londrina ou cidades que precisam passar pelo pedágio, gasta R$ 50 por dia. Isso tem que acabar. Sem contar nas pessoas doentes, que precisam fazer seu tratamento, e eles isentam essas pessoas. Agora acordamos, convidamos o Alexandre Stroher e o Alessandro Capoia, que são os ícones da luta contra a Viapar, e eles estão nos ajudando a estruturar a briga contra a Triunfo Econorte, e vamos vencer essa batalha. Já começamos com os protestos, agora é lutar, lutar e lutar para abaixar, se tornar um preço justo”.

Para Stroher é uma satisfação poder ser referência na Tarifa Zero. “O MTZ em Mandaguari nasceu da indignação dos moradores de Mandaguari, que se uniram e foram até as últimas consequências, e não se intimidaram contra possíveis processos ou ameaças. Fizemos assim também em Arapongas, onde ajudamos a estruturar e a lutar pelo MTZ de lá, juntamente com o nosso amigo Adriano – conhecido como Pato Roco, que mesmo com a prefeitura se aliando com a Viapar, colocando a Guarda Municipal contra o movimento, ainda conseguiu manter a Estrada Rabilonga Vermelha aberta, para passagem alternativa do pedágio. Agora é a vez da gente estruturar o MTZ em Jataizinho, com o Kleber Machado, toda a população e vencer a Econorte”.

“Essa região não pode ter o pedágio mais caro do Paraná. Não podemos deixar que isso aconteça. No último domingo (13), enquanto as pessoas estavam descansando do feriado, fomos até Jataizinho, participamos do protesto que foi feito, e orientamos. Uma ‘guerra’ só se vence com estratégia, e é isso que vamos fazer”, relatou Stroher.

 

Categorias: Destaques,Mandaguari,Região

Tags: ,,,,,,